Programa Institucional de Apoio Pedagógico aos Estudantes – PIAPE

Com o intuito de elevar as taxas de sucesso nos cursos de graduação das Instituições de Ensino Superior – IES públicas e contribuir com a ampliação das condições de permanência dos estudantes por meio da oferta de apoio pedagógico, como preconizado pelo Programa Nacional de Assistência Estudantil – PNAES[1] (BRASIL, 2010, Artigo 3º, parágrafo 9º) foi criado o Programa Institucional de Apoio Pedagógico aos Estudantes – PIAPE. Este Programa está vinculado à Pró-Reitoria de Graduação e Educação Básica (PROGRAD) e é desenvolvido na UFSC pela Coordenadoria de Avaliação e Apoio Pedagógico (CAAP) desde 2013.

O PIAPE é um programa de apoio e orientação pedagógica aos estudantes da graduação da UFSC. Seu objetivo é oferecer atividades que favoreçam a permanência e a qualidade dos processos formativos nos cursos de graduação, atendendo as necessidades de aprendizagem e oferecendo condições para um melhor desempenho acadêmico.

As atividades de apoio e orientação pedagógica do PIAPE são oferecidas nos cinco campi da UFSC e compreendem grupos de aprendizagem, atendimentos individuais ou em grupos de orientação pedagógica, palestras, aulões, minicursos e oficinas.

Nos grupos de aprendizagem oferecemos módulos de atividades nas áreas de Pré-Cálculo, Cálculo 1, Cálculo 2, Geometria Analítica, Álgebra Linear, Física, Química, Biologia, Bioquímica, Leitura e Produção Textual, Informática e Estatística. Todas são oferecidas em grupos com duração variável entre quatro semanas ou  turmas semestrais, além de palestras, aulões e minicursos.

Na orientação pedagógica temos atendimentos individuais ou em grupos. Com periodicidade semanal, trabalhamos aspectos da organização da vida acadêmica, das rotinas de estudos, das dificuldades de aprendizagem, proporcionado um ambiente seguro e acolhedor, priorizando os seguintes eixos: (i) aprimoramento da motivação e segurança pessoal para as atividades acadêmicas na universidade; (ii) auxílio em demandas e necessidades socioemocionais, de acessibilidade e relacionais para a permanência e plena inserção no Curso e na Universidade; (iii) Facilitação na apropriação do ambiente universitário e integração às novas exigências e à rotina da universidade; (iv) Auto-regulação, organização e gestão do tempo e das rotinas acadêmicas no Ensino Superior; (v) Estratégias metodológicas para sistematização de estudos: leituras, resumos, mapa mental, anotações de aula, fichamentos; (vi) Identificação do perfil individual de aprendizagem; (vii) Desenvolvimento de estratégias de concentração e atenção durante os estudos; (viii) Acolhimento e estimulo à construção de comunidades de aprendizagem e a construção de vínculos e conexões intelectuais, institucionais e afetivas ao longo dos processos formativos no Ensino Superior; (ix) Levantamento das áreas de interesses e habilidades acadêmicas;

Nossas atividades não possuem avaliação e possibilitam o recebimento de certificação mediante, no mínimo, 75% de presença. Os certificados poderão ser validados como atividades complementares, de acordo com o Projeto Pedagógico de cada curso de graduação.

_________________________________________________________________________________________________________________________

[1] BRASIL. Ministério da Educação – MEC. Decreto nº 7.234, de 19 de julho de 2010. Institui o Programa Nacional de Assistência Estudantil – PNAES. Brasília, DF: MEC, 2010.

 

_________________________________________________________________________________________________________________________

Acesse aqui a Resolução do Programa Institucional de Apoio Pedagógico aos Estudantes (PIAPE)

Apresentação do PIAPE 2023.1